sábado, 2 de julho de 2011

Municípios e reconhecimento profissional

Onde a vontade política fez-se presente houve mudança! Alguns municípios já se adequaram a nova situação da educação no país e reconheceram os “auxiliares de creche” (“auxiliar de desenvolvimento infantil”, “pajem”, “monitor”, “educador infantil” entre outros) como profissionais pertencentes ao Plano de Carreira do Magistério Público Municipal. As leis sancionadas declararam a extinção desses cargos, conduzindo automaticamente aqueles profissionais que detinham a habilitação necessária para o exercício do magistério, o cargo de professor. Confira lista a seguir:


(lista sujeita a acréscimos) 

Entendimentos mudaram. Leis mudaram. Os recursos financeiros estão disponíveis para mudança e o que o MEC diz acerca da educação infantil e seus profissionais fica cada vez mais claro. 

As municipalidades e suas respectivas administrações deverão escolher entre resistir à mudança - e então ficarem mal vistas pelos cidadãos e cidadãs que nelas depositam apoio - ou encampar a transformação tirando, inclusive, proveito político. Com qual alternativa nossos gestores pretenderão ficar?

8 comentários:

  1. Esperamos que nossos gestores escolham a alternativa que prioriza o bem da coletividade. E em matéria de educação o melhor é que nossas crianças sejam a prioridade, assim como a valorização dos profissionais que têm a responsabilidade de as educar. Desse modo, o melhor é promover a transformação. Vale lembrar que em todas as transformações sociais e políticas a luta sempre foi necessária. Então colegas educadores e educadoras devemos nos unir.

    ResponderExcluir
  2. Pode colocar Niteroi nesta lista .Os Agentes Educadores Infantis estão desde a gestão do secretario Waldeck Carneiro(2007) no grupo magisterio

    ResponderExcluir
  3. Ipuiuna-MG parece que também: http://professoresdeeducacaoinfantil.blogspot.com/2010/12/parabens-ao-prefeito-e-vereadores-de.html

    ResponderExcluir
  4. Vejam, existem mais municípios onde houve mudanças:

    "Sou advogada especializada em Direito Educacional e desde 1993 atuo na defesa do direito das educadoras que atuam nas creches e/ou unidades de Educação Infantil serem reconhecidas profissional e financeiramente como PROFESSOR(as. Atuo nesta causa em vários sindicatos e associações de professores. Fomos vitoriosas em São Bernardo do Campo, Santo André, campo, Diadema, Osasco, entre outras, sendo a última vitória em PAULINIA, com a garantia da transformação do cargo de ADI para Professor de Educação Infantil com a inclusão no Estatuto do Magistério e todos os direitos, incluindo carreira e salário. Se desejarem contato,palestra para contribuir NA LUTA meu nome é ELIANA LUCIA FERREIRA - CEL.(011)64340090 e Email.elianalferreira@ig.com.br."

    http://professoresdeeducacaoinfantil.blogspot.com/2011/08/sorte-organizacao-e-luta.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em Ribeirão Preto as educadoras de creche também paasaram para Profº de Educação Infantil, com o novo plano de carreira do magistério. Estamos na luta na cidade próxima a Paulinia, em Itatiba. Com a elaboração do novo plano de carreira que será posto em votação em janeiro/2013, continuaremos como educadora de creche sem nenhum benefício e ainda será criado o cargo de profºI e que teremos que fazer para entrarmos no Plano de Carreira. Estamos buscando leis e enviando ao sindicato para sermos contempladas no plano de carreira e passarmos para profºI, pois todas tem magistério Pedagogia e até Pós.
      Um abraço!

      Excluir
  5. Será que lá em Itajubá-MG são magistério? Alguém sabe informar? Observem:

    "A Prefeitura Municipal de Itajubá torna público que estarão abertas, no período a seguir indicado, inscrições ao Concurso Público de Provas e Títulos para provimento do cargo de Educador Infantil de Itajubá, criada pela Lei Complementar n° 055/2011, nos termos da legislação pertinente e das normas estabelecidas neste Edital.
    O Concurso Público será acompanhado por uma Comissão de Concursos a ser criada por meio de Portaria do Exmo. Sr. Prefeito Municipal.
    1.DAS ESPECIFICAÇÕES DO CARGO E OUTROS DADOS
    1.1. Cargo: Educador Infantil.
    1.4. Grau de escolaridade: médio completo (Magistério)
    1.5. Remuneração: R$ 1.181,34.
    1.7. Jornada de trabalho: 40 horas semanais."

    ResponderExcluir
  6. Mais notícias, agora de Três Pontas - MG, vejam:

    "OLÁ MENINAS AUXILIARES DE EDUCAÇÃO, MONITORAS DE CRECHE, SEI LÁ MAIS O QUE NOS CHAMAM POR DESCASO E POR CUMPRIMENTO DA REGULAMENTAÇÃO DO MEC. AQUI EM NOSSA CIDADE TRÊS PONTAS , MG. VENCEMOS. HOJE A NOSSA NOMENCLATURA É EDUCADORA INFANTIL E NOSSAS CRECHES NÃO CHAMAM MAIS CRECHES E SIM CENTROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO , TODOS FAZEM PARTE DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO. COMO CHEGAMOS LA´?

    1° PASSO: ARRUMAMOS UM ADVOGADO E O RESTO;
    2° PASSO: GANHAMOS A SENTENÇA JUDICIAL, HOJE GANHAMOS O PISO SALARIAL DO GOVERNO 1.187.00, TRABALHAMOS 40 HORAS SEMANAIS COMO MANDA A LEI. SOMOS CONSIDERADAS PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL, NOSSA NOMENCLATURA FOI PASSADA PELA CÂMARA MUNICIPAL COM VOTOS DE TODOS OS VEREADORES.

    MUITOS PROFESSORES DE NOSSA CIDADE AINDA NÃO ACEITAM QUE SOMOS TAMBÉM PROFESSORES DIZEM QUE NÃO FIZEMOS CONCURSO PARA PROFESSORES E SIM PARA EDUCADORES INFANTIS, MAS O SINÕNIMO DA PALAVRA EDUCADOR INFANTIL É O QUE? SIGNIFICA PROFESSOR. NO EDITAL DE NOSSO CONCURSO QUE FIZEMOS O CARGO ERA; EDUCADOR INFANTIL E NÃO RECREADORA, MONITORA SEI LÁ MAIS O QUE, ISTO É IMPORTANTE , QUANDO FAZER UM CONCURSO OLHAR BEM O NOME DO CARGO PARA DEPOIS ENTRAR NA JUSTIÇA. ABRAÇOS.DESEJO QUE VOCÊS VENÇAM TAMBÉM.
    Por CIDADÃ DE TRÊS PONTAS"

    http://professoresdeeducacaoinfantil.blogspot.com/2011/10/quanta-confusao.html

    ResponderExcluir
  7. ei precisamos conversar, heim? quero fazer o concurso daí ta bom? meu email lucianasilveira02@hotmail.com

    ResponderExcluir